segunda-feira, 24 de outubro de 2016

excesso de treino pode prejudicar sua performance; veja.

A empolgação durante os treinos é importante para se manter focado e completar, sem falhas, a programação. Porém, quando o corredor passa a exagerar na quantidade de quilômetros rodados a fadiga cresce e o desempenho pode cair devido ao excesso de esforço.
O treinador Nelson Evêncio explica que o excesso de treinamento depende muito do período que a pessoa tem para se recuperar, já que outras funções do dia a dia gastam energia. “No geral pessoas que treinam vários dias seguidos e não são atletas profissionais têm fadiga física como desgaste de cartilagem, lesões musculares, irritabilidade, deficiência de alguns minerais ou vitaminas, queda na taxa ferro entre outros problemas”, explica.
Corra a primeira Etapa da corrida primos corrida de rua 5 e 10km & (Caminha 5km) 
Inscreva (aqui)
Corredores profissionais chegam a rodar de 210 a 220 quilômetros por semana, mas eles possuem organismos especiais, tempo de descanso planejado após cada treino e vivem disso. Porém, se não houver uma equipe de apoio com o atleta, certamente ele não terá vida útil no esporte.
A irritabilidade, queda de desempenho, imunidade e disposição diária são alguns sinais que o corpo dá devido a sobrecarga. “Cada tipo de treino tem um tempo de recuperação. Na sequência de uma corrida forte ou longa, normalmente, há um treino leve ou o dia de descanso. As semana devem subir e descer o volume e intensidade, sendo no máximo três semanas de aumento na intensidade e logo em seguida a diminuição da mesma”, diz Nelson

O treinador frisa que para amadores os benefícios não são muito bons, já que a pessoa trabalha e tem outros afazeres. “É preciso cuidar bem da alimentação e descansar. Uma rotina com massagem, fisioterapia preventiva entre outros cuidados é essencial, mas o ideal é descansar pelo menos um dia na semana, se não logo você estará de cama”.
Via: Webrun.com.br




0 comentários:

Postar um comentário