quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Como evitar a dor de barriga durante a corrida

Dia de treino longo ou de encarar a tão esperada prova para a qual você tem treinado há meses. Passado boa parte do percurso, seu estômago começa a doer, forçando-o a diminuir o ritmo, ou senão, vem aquela dor de barriga – e tudo o que você mais quer naquele momento é encontrar um banheiro. Se você já passou por situações como essa, saiba que elas são mais comuns do que você imagina.
Quais as causas?

Em primeiro lugar, é importante destacar que esses incômodos que ocorrem durante a corrida não possuem relação com problemas como úlcera, gastrite e refluxo. “O motivo de sentir dor no estômago durante os treinos ou provas é, geralmente, o não esvaziamento gástrico”, explica Lenina Matioli, nutróloga e médica do esporte. “Em outras palavras, é quando ainda há comida lá dentro”.

Segundo a especialista, isso é comum de ocorrer quando o atleta não respeita o intervalo de digestão. Durante a prática de exercício físico, a irrigação sanguínea é direcionada para os músculos, diminuindo, portanto, a do intestino. Com a digestão prejudicada, o corredor pode ter dor, mal estar e até mesmo náuseas e vômito dependendo da intensidade do esforço.

“Carboidratos sólidos, por exemplo, precisam ser consumidos cerca de 2 horas antes do treino. Já gorduras e proteínas pedem um prazo de 4 horas”, diz Lenina. Isso não quer dizer, contudo, que você terá que fazer o seu café da manhã no meio da madrugada caso treine de manhã. Cada pessoa reage de uma maneira – e a quantidade e qualidade de alimentos ingeridos interferem diretamente nesse processo.
Como evitar o problema?

Se não for possível ajustar a alimentação priorizando o tempo necessário para o esvaziamento gástrico de acordo com os horários de treino, uma alternativa é usar suplementos, pois são digeridos muito mais rápido do que os alimentos e dão energia para os treinos.

Intensidade da corrida

Você come no mesmo horário que o colega e corre a mesma distância que ele, mas você tem dor de barriga e ele não. A justificativa pode estar na intensidade. Talvez aquele treino tenha demandado muito mais esforço de você. Converse com o seu treinador e pensem na hipótese de reajustar o treino.

O que não comer?

Alimentos ricos em fibras devem ser evitados antes da atividade física, pois são de difícil digestão. Elas devem ser inseridas na dieta em refeições longe do horário de treino.

Conteudo postado por: ativo.com

0 comentários:

Postar um comentário